Ideias à solta

A Minha Vida em… Música

Outubro 26, 2021

Nem te sei explicar o que sinto cada vez que oiço esta música… é algo que vem tão de dentro, que mexe de tal maneira com o meu Eu interior, que acabo quase sempre de lágrimas nos olhos. Então se a estiver a ouvir ao vivo, como já tive oportunidade algumas vezes…

Estou a falar de Mixtape, do Jamie Cullum. Sim, o tal miúdo que é um prodígio ao piano e que esta miúda adora, outra vez. Eu avisei.

Não sei se conheces (como não?!?! 😁), mas se há música na qual me revejo, que diz muito sobre a minha pessoa, é esta! Tens alguma música daquelas que achas que foi escrita para ti? Ou melhor sobre ti?! Achas que estou a exagerar?

Começa logo pelo título – Mixtape -, um conceito que tem tudo a ver comigo. Para mim, há muito poucas coisas que digam mais sobre nós do que as músicas que ouvimos (já o Rui Veloso o diz, “não se ama alguém que não ouve a mesma canção”). Já para não dizer que, algumas vezes, e para quem, como esta miúda, tem alguma dificuldade em expor o que sente, podes sempre “abrir caminho” com uma música cuja letra dê “aquela” dica sobre o que te vai na alma.

I’ll make you a mixtape that’s a blueprint of my soul (…)
It details everything that’s running round my head

Aliás, e aqui que ninguém nos “ouve”, posso não ser uma miúda muito dada a romantismos, ou pelo menos não daqueles que parecem vir por encomenda (tipo flores no dia dos namorados, ou algo desse género), mas uma das coisas mais românticas que já me fizeram foi precisamente gravarem um CD com músicas de uma banda que também gosto de ouvir – os Maroon 5 – com o título Songs About Susie (um trocadilho com o título do álbum de 2002). ❤ Caí logo de quatro, né! Obrigada, senhor-ex! 😜

Voltando a Mixtape, e como não me canso de o dizer, sou muito fã da performance do miúdo Jamie Cullum ao piano, e nesta música, logo às primeiras notas já percebemos que aqueles acordes vão subir, e a casa vai abaixo! Depois é sempre em crescendo até terminar numa verdadeira apoteose, que ao vivo é uma coisa assim “só” extraordinária! E não será por acaso que o miúdo toca esta música, quase sempre, no encore dos concertos. Pelo menos, naqueles a que tenho assistido. É a loucura!

Por isso, deixo-te aqui a dica: põe o volume bem alto (não tenhas medo, esta música pede isto mesmo) e deixa-te levar pela magia desta Mixtape, e de tudo o que esta música pode significar!

Susana Figueira

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias