Ideias com asas

Entre Tôr e Querença existe um percurso que tens de descobrir

Setembro 30, 2021
entre-tor-e-querenca-existe-um-percurso-que-tens-de descobrir

Reminiscências de umas férias em agosto.
Há já algum tempo que quero partilhar contigo esta memória e incentivar-te a dar corda às sapatilhas, na esperança que ainda estejas por terras algarvias. Provavelmente já cheguei tarde… Ou talvez não. Este percurso pedestre é mais bonito na primavera, por isso aqui vai o meu parecer sobre a Fonte Benémola que fica entre Tôr e Querença. Desculpa a minha aportelência*, mas atrevo-me a escrever que este foi o percurso pedestre que mais gostei de fazer, lá para os lados de Loulé.

* Expressão peculiar utilizada pelos algarvios que significa ousadia.

Percurso Pedestre da Fonte Benémola

Parte deste percurso é comum à Via Algarviana, o sonho de consumo de qualquer apaixonado por caminhadas. Quem sabe um dia? A Fonte Benémola é um caminho circular, nível II (ou seja fácil), com cerca de 4km e que atravessa uma ribeira. Coisa para demorar 1 hora. Mas como eu e Mr. J, paramos por tudo e por nada, levámos mais tempo. Para começo de conversa, o percurso está muito bem sinalizado e uma das maiores riquezas desta paisagem protegida é a água. A Ribeira de Menalva atravessa a extensão do território e é abastecida por várias nascentes, como é o caso da Fonte Benémola. Aliás, o som da água fez-nos companhia em determinados troços do percurso e é tão relaxante!

Percurso Pedestre da Fonte Benémola

Apesar de a paisagem ser mais atrativa na primavera (é o que dizem), no verão, os solos calcários possibilitam o desenvolvimento de espécies que dão cor ao percurso, como é o caso do narciso-azul-do-barrocal. Pareço uma entendida na matéria, mas não sou. Estou a ler o folheto informativo. Já os solos xistosos oferecem-nos os sobreiros e a esteva, utilizada para perfumes (agora lembrei-me da minha Patrícia, da Alfazema-do-Mar, a maga da cosmética biológica). Mas vamos voltar às fontes, às nascentes e à ribeira, povoadas por libelinhas. Em tempos idos eram uma grande atração devido aos seus poderes medicinais… Bem, na verdade ainda são muito procuradas, hoje em dia, Este foi o percurso pedestre mais concorrido que fizemos. Não sei se a malta ainda acredita que se tomarem umas banhocas nestas águas, aliviam as dores do reumático ou se tratam problemas de pele. A verdade é que o percurso é de tal maneira concorrido que até fomos surpreendidos por carros!! Os espertinhos!  Atenção que apesar do professor Charles Lepierre, em 1928, ter analisado a água da nascente, ‘o olho’, e de a ter reconhecido como hipossalina, bicabornatada, cálcia e sulfatada magnésia, própria para uso interno, em 2012 foi considerada imprópria para consumo. 

Descobri que desta bonita paisagem fazem casa espécies emblemáticas, como é o caso da lontra que tem estatuto de proteção. Elas são muito tímidas e não gostam de aparecer. Outra espécie ameaçada é o morcego-de-peluche. Tenho cá um em casa que se chama Mateus (estou só a fazer gracinhas). O guarda-rios e o torcicolo também gostam deste habitat. Apesar de ter levado os meus binóculos, nem um peneireiro vulgar se dignou a aparecer!  Mas a verdade é que esta paisagem reúne condições benéficas para a nidificação de diferentes espécies e isso é muito bom.

Espero ter-te influenciado para uma visita à Fonte Benémola, mais que não seja para queimares algumas calorias, refrescares os pézinhos na água ‘milagrosa’ ou tentares avistar a águia-de-boneli ou a salamandra-de-pintas-amarelas. Este talvez seja um Algarve menos conhecido, menos explorado, mais tranquilo. Entre a serra e o litoral encontras o Barrocal Algarvio que te traz alguma uma paz interior. Nós aproveitámos um dia menos solarengo para descobrir a outra faceta deste sul que tanto amamos.

E agora vou deixar-me de lambaré** e prometo voltar no fim-de-semana com os flashes. Com sorte, vais ter notícias da miúda Susana que anda pela terra dos tamancos.

Rosarinho
** Expressão peculiar utilizada pelos algarvios que significa paleio.

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias