Ideias até ao infinito

As páginas salteadas, o manjericão e um segredo mortal

Julho 8, 2021
Páginas Salteadas

Desta vez, atrasei-me a saltear este post. Mas precisei de investigar bastante até chegar à receita que te trago hoje. Não é segredo, tu sabes que eu sou muito pouco criativa na cozinha. Se não tivesse tido a ajuda de uma exímia aluna do 2º ano do curso de Produção Alimentar em Restauração, da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE), a Sofia Pereira, contratada para o efeito, a minha história com o manjericão teria sido um verdadeiro thriller. Até podia ter-se dado um grande desastre na cozinha. Assim, apesar de ter demorado algum tempo, consegui saltear uma receita com o ingrediente do mês de junho e um policial de cortar a respiração. Que grande puzzle! Será que vou conseguir encaixar as peças todas e dar algum sentido a este post

Páginas Salteadas é um projeto fantástico que alia os livros à comida e que tem como mentoras as miúdas Andreia MoitaCatarina Alves de SousaJoana Clara e Vânia Duarte.

Livro Segredo Mortal de Bruno M. Franco

A conspiração do manjericão

Como já reparaste, o livro salteado deste mês é o Segredo Mortal do autor português Bruno M. Franco (Editora Cultura).Um policial que nos inquieta capítulo a capítulo. Mas o que me deixou ainda mais desassossegada foi como conciliar o manjericão e a receita em questão com um livro deste calibre. Na verdade, a leitura deste romance policial merece ser acompanhada de uma boa bebida. Uma bebida que leve manjericão. Comecei a conspirar com a Sofia Pereira esta possibilidade. Ela sugeriu quatro bebidas (abençoada miúda). Duas delas com álcool e as outras duas muito saudáveis. Ora, como o manjericão tem propriedades calmantes, e este livro precisa de ser acompanhado por uma bebida que acalme os nervos, que se intensificam a cada página lida, achei que um sumo à base desta erva poderia ser uma boa opção. Além disso, o Carlos (uma das personagens deste policial), raramente emborca bebidas alcoólicas. E para finalizar, este chorrilho de justificações, escolhi esta receita da autoria da Sofia, porque ela vive na Margem Sul e parte da narrativa de Segredo Mortal também se passa na Rive Gauche. Aqui tens a conspiração do manjericão.

Review de Segredo Mortal

Tive o prazer de conhecer o Bruno M. Franco numa apresentação intimista, do seu livro, na Dona Ajuda. Cheguei um pouco atrasada, mas ainda apanhei muito da conversa em torno deste policial do momento. Se já estava curiosa, no fim da apresentação só queria descobrir aquele Segredo Mortal. Seria uma verdadeira catástrofe se não conseguisse um exemplar autografado. Regressei a casa com 400 e tal páginas de emoções fortes e com uma vontade louca de terminar a leitura que tinha em mãos para me lançar neste livro que prometia um ‘projeto secreto, um assassino contratado e um homem acusado de crimes que não cometeu’. Tenho um grande orgulho nos novos autores portugueses. E este livro reforça o alto apreço que sinto pelos criadores de histórias que nos mantêm dependentes da primeira à última página. Este thriller escreve-se de capítulos pequenos, cada um deles poderia muito bem ser uma viagem na montanha-russa. O coração não desacelera, as surpresas sucedem-se, o medo adensa-se, a ansiedade senta-se ao nosso lado e ali fica, página após página, a rir-se para nós. E o segredo? Esse é terrível e dá muito que pensar. Confesso que tenho mais medo dele do que do assassino contratado. A narrativa, muito bem escrita, começa na véspera de Natal com uma catástrofe natural que só atinge o centro de Lisboa. Nesta história não existem pontas soltas… as peças do puzzle vão-se encaixando de forma muito inteligente. Gostei do ritmo da narrativa, do enredo e das personagens, construídas com muito rigor. Uma coisa é certa, no meio de crimes, conspirações, fugas desenfreadas, romances, revelações bombásticas, nunca mais vou olhar para fenómenos climáticos da mesma forma!

Segredo de Manjericão
Uma receita by Sofia Pereira

Ingredientes
2 limões
2 chávenas de água
7 cubos de gelo
6 folhas de manjericão italiano
Açúcar a gosto

Preparação
Descasca o limão tirando a casca, as sementes e a película branca.
Põe os gomos num liquidificador com os restantes ingredientes e mistura tudo.
O gelo pode ser adicionado no liquidificador para ser triturado (género de granizada) ou pode ser adicionado só no fim. Serve fresco e com folhas de manjericão.

O próximo ingrediente é um dos preferidos das miúdas. Passo a bola à Susana, desejando-lhe muita inspiração. Com alguma sorte, ela ainda prepara a minha sobremesa favorita! 

Rosarinho

    Parcerias