Ideias para a agenda

A ‘Boca de Trapos’ que há em nós

Julho 1, 2021
Podcast Boca de Trapos

A Mónica Moreira foi uma surpresa em nossas vidas. Somos bombardeadas, todos os dias com tanta informação que é natural passarem-nos ao lado pessoas como ela. E isso é uma pena. Mas ainda bem que temos amigos que nos alertam para projetos com muita qualidade. Projetos que marcam pela diferença. Ainda bem que temos amigos boca de trapos que nos ligam e nos dizem coisas como “acho que tu e a Mónica ainda podem vir a fazer coisas giras, posso dar-lhe o teu número?”.  A Mónica ligou-me no âmbito do meu livro No meio do NADA e do meu movimento “Cartas, atalhos que aproximam”. Convidou-me para um dos seus episódios do podcast Boca de Trapos, o número #13, vê lá tu (o meu número)! Eu disse logo “SIIIIM”. E foi então que percebi que as miúdas também são boca de trapos, pois, tal como a Mónica, gostamos de te dar a conhecer aquelas pessoas talentosas, que vibram e acreditam nos seus projetos com uma força contagiante. Amamos dar voz e colocar na luz da ribalta quem sonha e concretiza!

Por isso, hoje, soltamos a boca de trapos que há em nós e damos-te a conhecer a Mónica e o seu podcast.

Mónica com Steve Vai (guitarrista, compositor e produtor musical) 

1. Quem é a Mónica?
Fui criada entre o Norte e o Sul de Portugal e regressei à cidade onde nasci, Lisboa, após ter terminado o curso de Ciências da Comunicação, para cumprir o objetivo de trabalhar na área da Televisão. E foi por aí que andei durante quase 18 anos, maioritariamente como produtora de conteúdos, mas também como jornalista de música. Quando era miúda queria ser cantora, tenista e professora de Línguas, em simultâneo! O gosto pelo multitasking manteve-se. Não vivo sem música, especialmente ao vivo, por isso o último ano tem sido bastante duro e sou uma ávida consumidora de cinema, documentários e séries de TV!

2. Quando é que sentiste que a comunicação era a tua paixão?
O gosto pela comunicação começou cedo. No secundário, tirei o Curso Tecnológico de Comunicação, que tinha uma vertente muito prática e nos punha a trabalhar no jornal da escola. Gostava muito! Depois passei também por uma rádio de rock local, em Faro, mas a TV era onde queria mesmo trabalhar.

Mónica com Steve Harris (Iron Maiden)

3. Como surgiu a ideia do podcast Boca de Trapos?
O Boca de Trapos é uma forma de lutar para manter alguma sanidade mental, depois de quase um ano fora do mercado de trabalho. Sempre tive muitos contactos e achei que estava na hora de os pôr a funcionar e dar a conhecer ao mundo as pessoas que eu conheço, e outras que vou descobrindo, que têm coisas interessantes para partilhar.

4. Como defines o teu podcast e o que diferencia de outros já existentes?
O Boca de Trapos é um espaço livre, que dá voz a todos. Faço questão de me preparar e faço também questão de deixar os meus convidados completamente à vontade nas minhas entrevistas, e isso sempre foi a minha imagem de marca como jornalista, desde os tempos das entrevistas de música para TV.

5. Como te organizas desde o momento em que surge o nome do/a convidado/a na tua cabeça até ao momento em que disponibilizas o episódio para o mundo ouvir?
Quando quero convidar alguém, entro em contacto de imediato. Depois, preparo a entrevista, gravo, edito e publico o episódio em questão. É tudo bastante simples e relativamente rápido. Sou rigorosa com datas e intervalos de horários de publicação.

6. Já tens 14 episódios disponíveis. Queres partilhar algum momento engraçado ou caricato destas gravações?Não teve piada na altura, mas agora já tem alguma 😉 Devido a problemas com a agenda de um convidado, ter de gravar e editar um programa no dia em que é habitualmente publicado (à segunda-feira), para não perder a oportunidade de promover um evento. Em duas horas e meia gravei a conversa, gravei os meus textos, editei tudo e publiquei o episódio! Não podia falhar.

Mónica com Brandon Boyd (Incubus)

7. Qual o teu/tua convidado/a de sonho e porquê?
Felizmente, já entrevistei quase todos os meus convidados de sonho noutros contextos (TV/Vídeo online)! No Boca de Trapos a ideia é falar com pessoas de todas as áreas, fico contente por ter todo o tipo de conversas com todo o tipo de convidados, mais e menos conhecidos. Vou aproveitar aqui para ser, também eu, uma Boca de Trapos e revelar que durante o mês de julho irei lançar um novo podcast de entrevistas, desta vez, com a componente vídeo, para o YouTube. Vai-se chamar More Than Words, as conversas vão ser em inglês e vou ter convidados de todo o mundo e de áreas distintas. Fiquem atentos!

8. Convence os/as nossos seguidores/as a ouvirem a tua ‘Boca de Trapos’
Como disse lá atrás, o Boca de Trapos é um espaço livre, descontraído e tem semanalmente, sem exceções, uma conversa interessante. E quase sempre, também, sugestões de eventos culturais para todo o país: música, cinema, teatro, entre outros. É um podcast completo, para todos os que gostam de conversas e de cultura, em geral! Oiçam um e vão querer ouvir todos os outros 🙂

As miúdas já estão ansiosas para o lançamento do novo projeto da Mónica Moreira! Mulher de garra! Um destes dias ainda a convidamos para um Direto do Arco da Velha! Até lá faz o favor de a seguir a Boca de Trapos no Instagram, no Youtube, no Spotify… Já agora, o episódio #14 já está disponível. O convidado é João Jesus aka Big J.

Rosarinho

    Parcerias