Ideias até ao infinito

Projeto WC a caminho

Abril 15, 2021
projeto wc a caminho

Estava aqui sentada no sofá, a beber um café e eis que senti uma necessidade enorme de partilhar um pensamento contigo! Sinto falta de umas obras aqui em casa, aquele rebuliço típico de tudo virado de pernas para o ar, sabes? Sentes a vibe? Está tudo tão arrumadinho que até chateia (ok, devia ter limpo o pó no fim de semana passado, mas deu-me a lazeira). Apetece-me agitar as águas! Vamos a isso? Projeto WC a caminho!

Será que este confinamento afetou-me o juízo? Acho que não. A verdade é que o meu quarto de banho é o recanto mais feio da minha casa. E está na hora de um extreme makeover. Desde que me mudei para cá, há quase 20 anos, que nada aconteceu neste espaço, a não ser coisas banais, como trocas de espelhos, cortinas de duche, tampas de sanita… Até os toalheiros são os mesmos, oh valha-me Deus!!! O espaço é muito pequeno e a arrumação é inexistente. Sinto que este cómodo é o patinho feio e está na hora de se transformar num cisne! 

Lembras-te do projeto cozinha? Vai ser algo semelhante. A task force contratada será a mesma, a diferença é que desta vez não vou estar em casa durante o período das obras! A equipa Eilar (especialistas em cozinhas e agora, também, em WC) já visitou a minha tiny casa de banho, tirou medidas e recebeu o meu briefing. Agora vai debruçar-se sobre o assunto e apresentar propostas. Se tudo correr bem, as obras decorrerão durante o meu período de férias. Ou seja, enquanto estiver refastelada num hotel algures em Portugal, a balbúrdia vai tomar de assalto a minha casa e o bidé vai à vida! Ups… Chegámos ao tema tabu!

O bidé fica ou o bidé vai? Eis a questão. Estes objetos sanitários apareceram em França, no século XVII, e tornaram-se um símbolo cultural do Velho Continente, mas ocupam espaço!!! E na minha micro casa de banho ainda mais. O problema é que Mr. J. é fã de um bidé. Ele que não gosta de cenas vintage, tem um fascínio tal por este mono que poderá colocar em causa a criação de um espaço de arrumação maravilhoso e moderno. Mas eu ando a seduzi-lo com a hipótese de adquirirmos uma sanita inteligente (lá se vai o orçamento!!!).

E assim dou início ao meu “Diário de um WC anunciado”. Apesar das obras arrancarem em agosto, até lá, muita coisa vai acontecer e quero partilhar contigo todos os passos, indecisões, dores de cabeça, escolhas de azulejos, loiças sanitárias e as soluções que vamos encontrar para a arrumação. Uma coisa é certa. A banheira vai para a reforma.

Rosarinho

    Parcerias