Ideias até ao infinito

Um lugar secreto

Novembro 12, 2020
um lugar secreto

Tenho uma pergunta para ti. Tens um lugar secreto para onde gostas de ir sempre que precisas de estar contigo? Aquele lugar que te traz paz, que te permite pensar de forma clara. Um espaço que sentes ser teu. Tens esse lugar? Talvez me respondas que esse lugar existe dentro de ti, e é verdade. Mas eu quero saber se para além desse, existe um outro, o físico. Pode ser uma praia, uma casa de família, o quintal de uma tia, uma aldeia, um jardim, uma árvore… O meu lugar é um parque. Vai deixar de ser secreto porque é sobre ele e sobre a ligação que existe entre nós, que te venho falar hoje.

um lugar secreto

Descobri este lugar há uns 3 anos. Mas, afinal, ele já estava em mim há muito mais. Eu só não sabia. O Parque Urbano da Ribeira dos Mochos, em Cascais, começou por ser o meu refúgio na pausa do almoço para se tornar meu confidente e conselheiro. Mas esta história já é antiga. Muito antes de eu nascer, os meus pais e a minha irmã viveram numa pequena casinha neste lugar. E, segundo a minha mãe, num passeio que demos pelo parque, parece que foram bons os anos vividos neste oásis tão especial.

Não me recordo como cheguei até ele, engraçado… Mas recordo que me senti, imediatamente abraçada. Senti que estava em casa. A partir daí, voltei sempre que pude. Ele tornou-se o meu pulmão nos dias mais sufocantes, o meu farol quando precisava de uma orientação, o meu local de inspiração para escrever, o meu lugar preferido para ler duas ou três páginas do meu livro.

um lugar secreto
um lugar secreto
um lugar secreto

Foi sentada junto a uma árvore, com os olhos cheios de lágrimas e o coração a gritar que tomei uma das decisões mais importantes, da minha vida, nos últimos três anos. Uma decisão que alterou o meu percurso profissional e, consequentemente, abriu o meu campo de visão para novos voos. A mudança que se operou dentro de mim nesse dia foi como o bater de asas da borboleta. A decisão que tomei provocou um tufão de coisas boas nos meses que se seguiram.

Foi sentada na cafetaria do Parque que escrevi dois dos textos que fazem parte do meu primeiro livro. Era um final de tarde de verão. Estava sentada numa das mesas da esplanada, a tomar um café quando o dono alertou-me que era hora de fechar. Como ele me conhecia, disse-me para eu ficar até à hora de fecho do parque. Fiquei. À minha volta o verde, o falar manso da natureza. A paz. Comecei a escrever e posso-te dizer que foram, talvez, os textos mais rápidos, mais fluidos que escrevi até hoje.

Este parque envolve uma das principais linhas de água do concelho de Cascais, a Ribeira dos Mochos. É um corredor-ecológico que promove a biodiversidade. São 41 mil metros quadrados de sossego. É o meu lugar. Já escrevi sobre ele e o elogio à sua essência valeu-me o primeiro prémio de um concurso literário no Brasil.
Agora, já não vou lá com a frequência que ia, mas, de vez em quando, ele chama-me. Como aconteceu na semana passada. E eu fui. Passei lá a tarde. Caminhei no seu trilho, respirei o seu ar puro, sentei-me no seu regaço e agradeci por ele ser parte de mim. Fui buscar um pouco da sua paz e trouxe-a comigo para compensar estes tempos atribulados em que vivemos.

Lembras-te da pergunta que fiz no início? Tens um lugar secreto para onde gostas de ir sempre que precisas de estar contigo? Se não tens, o Parque Urbano da Ribeira dos Mochos pode vir a ser esse lugar especial. Eu não me importo de o partilhar contigo. Se ouvires o piar do mocho é o parque a chamar por ti. Vai e descobre.

Rosarinho

um lugar secreto
  • Reply
    Antonii da Silva
    Novembro 13, 2020 at 5:25 pm

    Rosarinho.
    Esse é uma das nascentes, que havia aí. Chanava-se a mãe D’Água, como a rua que dava acesso ao parque do lado nascente das escadas.
    Essa água era canalizada através desse tunel, para abastecer a zona nova de Cascais, rua Emídio Navarro e arredores.
    Um parque que adoro, há quem diga que a norte era o pinhal da tanoeira.
    Bj

    • Reply
      Rosarinho
      Novembro 14, 2020 at 10:28 am

      António, belas conversas que já tivemos na cafetaria do parque. Grata por partilhares essa informação tão interessante sobre a Mãe D’Água. Este local é mesmo muito especial para mim. Beijinhos

  • Reply
    Rita
    Novembro 13, 2020 at 6:21 pm

    Também tenho um lugar secreto para onde gosto de ir sempre que precisas de estar contigo é esse e sempre junto ao mar, é ai que vou buscar a minha energia 💋

    • Reply
      Rosarinho
      Novembro 14, 2020 at 10:30 am

      Querida Rita,
      O mar é uma fonte de energia poderosa. Obrigada por teres partilhado comigo o teu lugar secreto 😉
      Beijinhos

Escreve aqui o teu comentário

Parcerias