Ideias à solta

Fruta da Época… Cerejas

Julho 23, 2020
Salada de cerejas e queijo de cabra

Ai as cerejas, as cerejas!

Esta pequena fruta remete-me para a minha infância, quando, com a minha amiga Raquel, subíamos a cerejeira da família e as comíamos diretamente da árvore, já em tempo de férias. 

Dá para perceber que a Cláudia Silva Mataloto já era aventureira em pequena. Por isso não admira que ande sempre a desinquietar as miúdas para nos atirarmos às silvas, na procura das melhores amoras, ou para fazermos números de equilíbrio em escarpas perigosas para encontrar o funcho marítimo perfeito.  Está tudo explicado!

Também marcaram muito a minha adolescência porque a venda ambulante de cerejas dava início às festas das aldeias, onde íamos em grupo, de bicicleta, depois das aulas ou no fim de semana. Às vezes até faltava a uma ou outra aula para ir à festa! As cerejas estão assim muito ligadas às minhas memórias felizes. 

cerejas

Atualmente a nossa Chef  continua a consumir cerejas que nem uma louca e aguarda, ansiosamente, pela sua época para fazer um clafoutis,  compotas e pickles (um truque para as conservar e consumir durante todo o ano). As palavras são como as cerejas: vão umas atrás das outras, mas agora está na hora de irmos atrás da receita deste mês da Fruta da Época!

Salada de cerejas e queijo de cabra
(Serve 2 pessoas)

Ingredientes
120 g de cerejas
140 g de queijo de cabra fresco
100 g de favas
70 g de agrião
5 g de coentros
20 g de amêndoa laminada e torrada
40 g de croutons
Flor de sal q.b.
Pimenta moída q.b.
Azeite q.b.
Sumo de limão q.b.

Modo de preparação
1. Lava e retira os caroços às cerejas, corta-as ao meio e reserva.
2. Escalda as favas, descasca-as e reserva.
3. Numa travessa, faz uma cama de agrião. Dispõe as favas por cima, os coentros e o queijo fresco, esfarelado.
4. Coloca as cerejas e polvilha com as amêndoas raladas e os crutons.
5. Tempera com sal, pimenta, sumo de limão e azeite.

Sobre a cerejas (a melhor fruta do verão e arredores)

A família das cerejas tem cerca de 800 variedades, que se distinguem pelas ácidas e pelas doces. É uma fruta muito saudável, com um grande valor nutricional pela riqueza de fitoquímicos, substâncias presentes em pequenas quantidades nesta fruta, mas com importantes propriedades de proteção celular e anti-inflamatórias. Fornece potássio, vitamina A, vitamina C e fibra. É, ainda, uma fruta com um relativo baixo valor energético, pelo que cerca de 10 pares têm apenas 66 kcal. Isto são boas notícias. Vou ali ao Fundão e já volto.

Rosarinho e Cláudia Silva Mataloto 

Fruta da Época

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias