Ideias à solta

A Minha Vida em… Música

Março 31, 2020

Eskobar – On a Train

Podemos até estar confinados às nossas quatro paredes, mas hoje vou levar-te numa viagem… de comboio!!! Entra, senta-te junto à janela e aperta o cinto de segurança, que o trajeto é alucinante!

Uma vez mais, venho falar-te de uma música que, logo aos primeiros acordes, me leva a fechar os olhos e lá vou eu… VRRRRRRRM! Até ao passado! É que, para esta miúda, isto do saudosismo não é necessariamente uma coisa negativa. Até porque na ‘bagagem’ que carrego comigo, trago muito mais coisas boas do que as menos boas.

São 3:16 minutos de música que me levam – tal qual Marty MacFly quando entra no DeLorean e acelera a 88 milhas por hora, em “Back to the Future” -, ao passado, acabadinhos de entrar neste milénio, ano em que esta miúda conseguiu o seu primeiro emprego (à séria) pós-licenciatura. Hoje, e olhando para trás, posso dizer que foi o melhor que já tive até agora! Se não vê só: empresa multimédia, equipa pequena, só malta nova, uns patrões super bacanos e o que fazia esta miúda? Redação de conteúdos para o portal de videojogos do Sapo! Whaaaaaaat?! Sim, os meus dias eram passados no meio de Mario Bros., Sonic, Tomb Raider, The Legend of Zelda, Resident Evil, Grand Theft Auto, Nintendos, PlayStations, Dreamcast (sim, sou desse tempo), X-Box, etc, sobre os quais escrevia notícias, antevisões, compunha galerias de imagens, ia a algumas apresentações, e onde até cheguei a ir à ECTS, na altura pelo menos, a maior feira de videojogos da Europa em Londres … o verdadeiro dream job para qualquer gamer! As reviews, essas, estavam a cargo dos elementos pros da equipa, claro! 

Mas isto tudo para te dizer que a música que te trago hoje foi-me ‘apresentada’ precisamente por um dos meus dois patrões, o Luís Barros, que, por ser o responsável pela área para a qual esta miúda foi contratada, digo com todas as ‘Letras’, o melhor patrão/chefe que tive na vida! E, posso dizê-lo, um amigo para a vida.

Já de “On a Train” e dos Eskobar ficou uma grande malha, como se costuma dizer, que faz com que pareça que tenho um botão On-Off que, aos primeiros acordes, se liga e faz com que reveja em loop algumas situações engraçadas vividas na Letras Digitais (era assim o nome da empresa, já tinha dito?!).

Como por exemplo, logo ao início, ainda em fase de ‘formação’ no backoffice, com o técnico da PT ou do Sapo, já não me recordo, em que estávamos todos (os 4 elementos da equipa, eu, o Luís, a Alex e o Nuno) e aqui a ‘maçarica’ começa a sentir-se mal… hahaha a cara do Luís quando me viu quase a desfalecer! Ou os almoços na Av. da Igreja, um em particular em que a minha salada ganhou vida… sim, tive direito a brinde de lagartinha na alface (porquê sempre à novata?!). Ou ainda a hora de almoço do 11 de setembro de 2001, em que ficámos especados, imóveis colados às imagens que passavam na TV, sem querermos acreditar! You get the picture!

Por isso, como deves calcular, sempre que oiço “On a Train”, dos Eskobar, sinto-me como se entrasse numa máquina do tempo que me leva de volta aos anos 2000-2002 e a todas as aventuras, trapalhadas, convívios, almoçaradas, pessoas e coisas boas que estes cerca de 2 anos me proporcionaram!

Sem mais demoras… all aboard! Que este ‘Train’ vai partir agora! 👇

Susana Figueira

Nota: Os Eskobar são mais uma daquelas ‘bandas-fenómenos-que-a-suécia-oferece-de-tempos-a-tempos’, neste caso, de indie-rock-alternativo! Se gostares deste “On a Train”, mergulha depois no canal destes moços e vais ver (ouvir) um indie-rock que soa muuuuito bem.

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias