Clube de Leitura - Livros à Sexta

Livros à Sexta: ‘Desfiámos’ o primeiro romance de Sandra Catarino

Março 12, 2020

Já diz o ditado “pelo fio se vai ao novelo” e assim aconteceu no último Clube de Leitura – Livros à Sexta! Desta vez, regressámos à dinâmica original deste clube de leitura e pegámos n’“Os Fios” de Sandra Catarino, o seu primeiro romance, que todas fomos ‘dobando’ num maravilhoso ‘novelo’ de agradáveis surpresas a cada virar de página.

Numa sala bem composta da Biblioteca Municipal de Cascais – Casa da Horta, em pleno centro da nossa vila de coração (o espaço Dona Flor – Café & Bistrô encontra-se em fase de remodelação), recebemos a autora, também ela natural de Cascais, para, quais fiandeiras, ‘desfiarmos’ “Os Fios” com que Sandra Catarino ‘teceu’ esta linda estória…

… na qual vamos descobrindo que “Maddalena, Celeste e Samuel são os lados desiguais do triângulo donde brotam os fios desta história, contada por três mulheres que se assemelham a fiandeiras do tempo: Antónia, a viúva que tricota camisolas e mantas, acrescentando dias à vida de cada um; Violeta, a que apara nas mãos os filhos da terra e guarda segredos tristes numa gaveta; e Emília, a que ouve em sonhos o afiar de facas e calcula os caminhos que a morte escolhe percorrer”. (assim se lê na sinopse)

Pelas páginas deste livro vamos descobrindo uma história sobre o amor e as várias formas que este sentimento por vezes assume, a amizade, os ciclos da vida, os fins e os recomeços, os sinais de esperança…

Foi precisamente pegando nas dicotomias do amor que a autora nos encantou com alguns detalhes sobre o seu processo de escrita, numa conversa que foi sendo ‘desfiada’ pela nossa querida Catarina Vitorino, dinamizadora do clube de leitura. Descobrimos que, pegando pelo fio condutor do tempo, e toda a simbologia a este associada, inspirada na figura das Moiras da mitologia grega que controlavam o destino de deuses e homens, Sandra Catarino foi tecendo estes ‘fios’ capítulo a capítulo, escrevendo e rescrevendo muito.

E quão interessante foi ouvir a autora falar sobre uma das personagens – a Clara -, que idealizou de uma maneira, mas que durante o processo de escrita foi ganhando uma importância, no desenrolar da estória que ‘tecia’, que não imaginava? Sem desvendar muito este ‘novelo’, a Clara representa aquele amor dicotómico, que dá e tira, que nos vai deixando entre sentimentos de empatia e antipatia pela personagem ao longo do livro e que, a determinada altura, altera o rumo da história.

Voltando a este encontro propriamente dito, que foi possível graças à sugestão e diligência do nosso parceiro da RG Livreiros, o Ricardo Gomes, foi igualmente engraçado ver a nossa leitora Carla questionar a Sandra Catarino sobre o local onde se passa a ação desta estória. É que para a Carla a descrição da paisagem e lugares só lhe fazia pensar na região beirã… E não é que a autora confirmou a sua ligação à região, onde residem parte das suas memórias de infância?! Numa aldeia da Beira Alta, onde existe mesmo um sítio chamado Fundo do Lugar!!! (tens mesmo de ler este livro)

De Sandra Catarino ouvimos ainda falar da importância que tem para si ler e ouvir histórias dos lugares, das gentes, das suas tradições, etc. Já nós, pelo que lemos e pelas reações dos presentes neste encontro do Clube de Leitura – Livros à Sexta, dizemos que a Sandra Catarino é, ela mesma, uma excelente contadora de estórias. Na simplicidade da sua escrita, vais encontrar verdadeiras rasgos poéticos que simplesmente te deixam maravilhada! É fantástico como o simples, por vezes, é só o que precisas para alcançar o belo!

No final deste encontro, que contou com duas novas participantes – bem-vindas Vanda e Carla -, ainda houve tempo para sortearmos entre os presentes, um exemplar do livro infantil “A Girafa vai à escola”, J.B. Neptuno (autor de “Ruipanamix e as Montanhas Verdes”, lembras-te?), projeto da parceira do blog, 7LOG que te apresentámos aqui no blog há na semana passada. E, nem a propósito, como que a incentivar ao seu regresso, a contemplada foi uma das estreantes, a Vanda Lima! Parabéns!

No final, aproveitámos ainda para trocarmos umas palavras mais descontraídas com Sandra Catarino e para termos os nossos exemplares de “Os Fios” serem autografados pela autora.

Agora que já ‘desfiei’ este ‘novelo’ do último encontro do clube de leitura, espero ter-te deixado cheia de vontade de vires ‘tricotar’ connosco numa próxima oportunidade. Anota já na tua agenda o dia 3 de abril, no qual voltamos à dinâmica do tema, que, desta vez, foi sugerido pela Sandra Mota e é Consciência!

Mas há mais! Da próxima vez que nos encontrarmos teremos a presença de outro autor, este, com sotaque alentejano, já com uma ligação muuuuito especial às miúdas, ao blog e ao Clube de Leitura – Livros à Sexta e que vem falar-nos do seu segundo livro! Consegues adivinhar de quem estamos a falar?! 🙂

Susana Figueira

Frases que ficam…

Já é difícil ser-se poeta, quanto mais um poeta que é mágico e faz pássaros de papel. Se os tivesse feito de carne e osso, talvez as pessoas o tivessem deixado em paz.”

Segura-me por dentro dos pulsos e beija-me, lembras-te do nosso primeiro beijo?”

Mas o medo pode mais do que nós, e eu não me mexi.”

Transformava a sua espera no fazer e desfazer de gestos, como se acrescentasse pontos à malha de uma camisola para, em seguida, os desmanchar.”

Os Fios”, de Sandra Catarino

#Miúdasfelizes

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias