Ideias até ao infinito

Vamos dar uma voltinha…

Fevereiro 18, 2020

… não na minha lambreta, mas pelas minhas resoluções de ano novo?! Vem daí! Quero revelar-te os ‘passinhos’ (sim, uso o diminutivo porque são mesmo baby steps) que já dei na concretização de algumas destas 10 metas que estabeleci para 2020.

1 – Caminhar em direção à construção/remodelação da minha casa.

  • Esta é daquelas que se revela mais difícil de concretizar, não por falta de ideias, pois isso já sabes que por aqui são ‘ilimitadas’. 😉 Por isso, quero mesmo começar a juntar os tijolos, fazer umas massas e partir umas paredes (leia-se pedir orçamentos) para ‘colocar a primeira pedra’.

2 – Apostar (ainda) mais numa alimentação saudável.

  • Cada vez mais, deixa de ser um objetivo a atingir para fazer parte do estilo de vida, ou melhor, da forma como quero nutrir o meu corpo. Afinal, este é o único instrumento que nos permite fazer a nossa caminhada nesta vida. Há que cuidar!

3 – Escrever mais cartas/postais. (este Natal trouxe de volta ‘o bichinho’ da correspondência escrita)

  • Desde a época natalícia que não voltei a enviar cartas ou postais. Hmm… tenho mesmo que tratar disto!

4 – Visitar o meu ‘mano’ de coração na Noruega. (apesar de já estar decidida há mais tempo, 2020 é o ano!)

  • Ah pois é! Não há volta a dar! Férias grandes, este ano, serão passadas em terras vikings!

5 – Continuar a investir na caminhada interior pela melhor pessoa que posso ser.

  • Um pouco todos os dias. Hoje sou melhor pessoa do que ontem.

6 – Sair mais da minha zona de conforto, atirar-me mesmo para ‘fora de pé’!

  • Alerta “stage fright”! Bem, começou pela Book Party que organizámos em conjunto com o clube literário Um livro debaixo da asa, da Joana Clara, no mês passado… é que a Rosarinho “obrigou-me” a falar para uma montanha de gente! Quem me conhece bem, sabe que falar em público pode ser, para mim, um daqueles momento freeze da vida. Baby steps, lá está. Mais virão, por certo! E obrigada por isso, amiga!

7 – Acreditar (muito mais) em mim! (um pouco no seguimento das duas anteriores, mas isto tem de ser escrito, mesmo)

  • Lá está, sempre que ultrapasso a fronteira da minha zona de conforto, acredito um pouco mais em mim! Aleluia for that!

8 – Dedicar-me mais à prática do yoga.

  • Opá, nem por acaso, estive três semanas sem ir ao yoga, por causa de uma ‘beijoca’ que o meu ‘espertinho’ levou na traseira. Que stress! Entre seguradoras, oficina, relatórios de peritagem… Aaaargh! Deixei-me consumir pelo episódio e falhei este ponto. Agora é arregaçar as mangas, ou melhor, pegar no tapete e voltar à prática!

9 – Fazer um retiro espiritual. (algo que já ando a adiar há algum tempo… 2020 é o ano)

  • Bem, já esteve quase para acontecer… quero dizer a inscrição, pelo menos, mas ainda não vai ser neste início de ano, porque o objetivo 4, neste momento, é prioritário! Nada é por acaso!

10 – Ler. Ler muito. E em jeito de desafio… ler em inglês e começar a ler o “4,3,2,1” de Paul Auster! Uiii!

  • Estou a terminar “Imortal”, do José Rodrigues dos Santos, e ainda tenho de ler “Os Fios”, de Sandra Catarino, para o nosso próximo encontro de Livros à Sexta. Mas o ano ainda agora começou! E creio que a viagem à Noruega vai dar para cumprir, pelo menos, a leitura em inglês, já que o “4,3,2,1” é capaz de provocar excesso de peso na bagagem! :-p

Por que razão quis esta miúda, em fevereiro, dar-te conta de como vão as suas resoluções de final de ano? É que assim, quanto mais falo sobre elas, mais me sinto vinculada a cumpri-las! Mas sem pressões, claro!

E por aí, como vais de resoluções para 2020?

Susana Figueira

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias