Ideias à solta

O Mundo dos Livros, by Anna

Dezembro 19, 2019
O mundo dos livros

“Memórias de um Gato Viajante”
Hiro Arikawa

Foi finalmente traduzido para português o meu livro favorito deste ano, “Memórias de um Gato Viajante”, da autora japonesa Hiro Arikawa. Sem dúvida, o livro que me converteu à literatura japonesa, a qual nunca me tinha sentido atraída a ler e, ainda mais, com um gato como protagonista (mesmo adorando gatos, como eu).

Esta é uma história curta, mas muito intensa protagonizada por dois personagens que se querem desde o primeiro momento: um adorável gato de nome Nana e o seu simpático humano, Satoru.
É um livro simples e de fácil leitura que conta uma história carinhosa, comovente, linda e dura, mas com um toque positivo. Aborda temas como o amor, a amizade, a lealdade e a perda. Nana e Satoru criam um estreito vínculo entre eles e, entre os dois, vai crescer um grande carinho e lealdade inquebráveis.

É logo no início do livro que conhecemos Nana, quando ainda era um gato de rua e vemos o mundo através dos seus olhos, escutando os seus pensamentos sobre as pessoas que passam pela a sua vida e começamos a compreender como é o seu dia a dia.

Definir um gato é muito difícil. Cada um tem o seu temperamento, a sua independência, a sua personalidade e forma de demonstrar carinho pelos seus donos. Mas todos têm algo em comum: uma curiosidade pelos sons, objetos e movimento. Assim é Nana, um gato muito especial. Sarcástico, sem dúvida. Por vezes, arrogante e voluntarioso, resumindo, um gato com uma personalidade muito forte.

Um dia aparece Satoru, um jovem de grande sensibilidade que lhe dá comida todos os dias e, aos poucos, vai conquistando Nana. Até ao momento em que este se deixa finalmente domesticar (ou quase), após sofrer um acidente, em que Satoru se torna o seu salvador.

É depois de alguns anos juntos que Satoru se vê obrigado a procurar uma nova família para Nana e por esse motivo partem juntos numa viagem, uma road trip, por diferentes cidades do Japão, ao longo da qual visitarão velhos amigos de Satoru, que lhe trarão à memória antigas aventuras e Nana verá pela primeira vez o mar.

Nana acompanha Satoru na sua reconciliação com o passado. Visita os bairros onde cresceu, o monte Fuji, reencontrará amigos de cada etapa da sua vida (Kosuke, Yoshimine, Sugi, Chikako), que, de alguma forma, foram importantes para ele e revê a sua tia Noriko .

Este não é um livro unicamente para os amantes de gatos, pois durante a viagem empreendida pelas duas personagens abordam-se temas tão complexos como a amizade, o amor, a vida e a solidão. Temas que a autora consegue tocar com uma sensibilidade extraordinária. Também de destacar a mestria como Hiro Arikawa descreve as paisagens japonesas, deixando-nos com vontade de conhecer o país do sol nascente.

“Memórias de um Gato Viajante” é um livro que me conquistou em tudo. Uma história linda e comovente, mas ao mesmo tempo muito positiva, que nos descreve uma maravilhosa história de amizade entre um gato e um homem. É o livro perfeito para os amantes de felinos (ou simplesmente amantes de um inesquecível conto). Arrisco mesmo a dizer que está no top 5 dos meus livros favoritos. Algumas histórias ficam connosco para sempre e esta é uma delas.

Boa leitura e Feliz Natal!

Anna

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias