Ideias até ao infinito

Quando uma noite mal dormida ‘vira’… post!

Julho 16, 2019

Quando
se alinham os planetas, conjugam as estrelas e Mercúrio está
retrógado – ou não! – algo de maravilhoso acontece!

Captei
a tua atenção? Boa!

Calma,
não me formei em Astronomia, muito menos virei astróloga. Acontece
que a tal onda de ‘desinspiração’, o tal do bloqueio criativo,
para te escrever com o coração está, lentamente, a desvanecer-se
(
mal posso esperar pelo meu Writing Map!!!).
Vai daí, acordo a meio da noite (sim, estou aí) e, como não durmo,
começam a magicar-se-me algumas ideias soltas de possíveis temas
para
posts!

Queres
saber o resultado desta última? Vou falar-te de um assunto um
bocadinho mais pessoal, uma espécie daquelas maravilhosas epifanias
que a vida, às vezes, se encarrega de nos oferecer!

Vou
direta ao assunto: Esta miúda já está ‘sozinha’ há algum
tempo,
meaning,
sem
match
amoroso.
Mas atenção, não leias isto como um lamento, nada disso. É apenas
uma constatação. Até porque ‘estar sozinha’ não significa, de todo, que
me sinta só, ok. Felizmente, com a família e os amigos que tenho,
não me falta Amor! ❤

E,
para todos os efeitos, sempre fui bastante independente e
desenrascada, desde muito cedo, quando o assunto é fazer, resolver,
decidir e tratar de coisas da vida sozinha, ok.


que, quando toca a diversão, há coisas que nos ‘sabem melhor’ fazer com companhia, como ir ao cinema, a um concerto, ver uma
exposição, etc…
you
get the picture
!
Seja porque queremos partilhar momentos, seja porque adoramos trocar opiniões ou comentar cenas, no caso dos filmes, regra
geral, gostamos de fazer isso com companhia! (muitas vezes falo
comigo mesma,
no
stress

hahaha)
E a irmã, os sobrinhos, os primos ou os amigos estão sem disponibilidade.

Acontece
que isto de ‘ficar à espera’ de ter companhia para fazer, ou
melhor, viver as coisas, desfrutar momentos, viver a vida (que é
mesmo assim) é tramado! Porque, se nos descuidamos, deixamos de
fazer algo que queremos muito só porque não temos companhia,
right?

E
o que é que de maravilhoso aconteceu, perguntas tu? Bem, esta miúda
decidiu ‘perder a vergonha’ de fazer coisas sozinha! E, com
Mercúrio retrógado ou não, decidiu que vai ao seu primeiro
concerto sozinha!

Porque
é de um artista que está no meu top 5 de favoritos (hmm… pensando bem, este top também
dá um
post)
– o
Jamie Cullum!
Porque é num dos meus festivais de verão favoritos – o
EDP CoolJazz!
Porque no meu círculo de amigos creio ser a única fã deste miúdo
que, como ninguém, junta a sonoridade
pop
ao
jazz,
tem uma voz incrível!!!

e
é o responsável por eu ter aprendido a ouvir e apreciar um
jazz
mais
puro, chamemos-lhe assim! Aliás, se te recordas, na viagem a Nova Iorque que fiz o ano passado, fez parte do roteiro assistirmos a uma
apresentação de
jazz
num
bar típico da Big Apple, o
The Cornelia Street Cafe,
em Greenwich Village! Aconselho vivamente uma visita! 
Armazing!

Portanto,
há pouco tempo, uma qualquer constelação de estrelas juntou-se ao
alinhamento dos planetas e levou-me direitinha à bilheteira mais
próxima para adquirir o meu ‘passaporte’ para o meu primeiro concerto ‘
all
by myself’
!
(ao estilo Bridget Jones…
not!
Hahaha)

Hmmm…
Pensando bem, se calhar, já não é bem o primeiro… lembrei-me
agora que uma vez fui sozinha ao Casino Estoril para ver os Nouvelle Vague com o Rui Pregal da Cunha (ex-Heróis do Mar,
remember?) naqueles
concertos de verão gratuitos às quintas-feiras! Uma confusão! Mas
muito bom, por acaso!

Para
terminar… Com isto, apercebo-me que o
Jamie
Cullum

alcança
um grau de importância elevadíssimo (“Taller“… ah!) na vida
desta miúda! Aqui que ninguém nos ouve, só tenho de agradecer ao ‘ex’ que ‘me pôs’ a ouvir o álbum “Twenty Something”! É
que nunca mais larguei o miúdo! O
Jamie
Cullum
,
claro! Hahaha 😉

E
desta totalmente nova e inesperada experiência pode ser que resulte
um outro criativo
post!
Fica por aí!

Susana
Figueira

  • Reply
    Pedro Rocha Martins
    Julho 20, 2019 at 10:35 am

    Olá Miúda.

    Tens o dom da escrita e um bom gosto musical.

    Tens a mentalidade e a atitude necessárias para viver os momentos.

    Excelente POST !

    Parabéns.

  • Reply
    Rosarinho
    Julho 22, 2019 at 9:22 am

    Querido Pedro,
    Muito obrigada pelas tuas palavras! Que bela maneira de começar a semana, a ler um comentário assim! 🙂
    Quando a inspiração nos chega as palavras saem com mais facilidade!
    E quanto ao gosto musical, likewise 😉
    Beijocas

Escreve aqui o teu comentário

Parcerias