Ideias até ao infinito

5 coisas que me irritam… no trânsito

Dezembro 5, 2018
5 coisas que me irritam... no trânsito armazém de ideias ilimitada nova iorque



São
poucas as vezes que o fazemos, mas aqui as miúdas também têm ‘dias
não’, coisas que as irritam (agora podia entrar o separador das
Manhãs da Comercial, “Sabem o que é que me irrita?” :-p), chamemos as
coisas pelo nome… ‘raivas’, portanto. Vá, as nossas são ‘raivinhas’. E hoje é dia de ‘deitar cá para fora’ algo que
me deixa profundamente irritada (atenção, esta é uma daquelas
coisas que tento trabalhar todos os dias e melhorar em mim mesma,
quer dizer para me irritar cada vez menos) e que tem a ver com… o
trânsito.



Imaginem
(não será difícil, acredito) hora de ponta à saída do trabalho.
O que é que acontece? Está trânsito, certo. Estamos todos
cansados, eu sei, a querer chegar a casa, ou onde quer que tenhamos
de ir. Só que está trânsito, minha gente! E o que vejo a toda a hora é gente que se julga melhor (ou neste caso, mais esperto) do que
o outro, atrás do volante. Somos todos os melhores condutores do
mundo e arredores.
Spoiler
alert

NOT
!
Ninguém está isento de fazer asneiras, eu também já as fiz, no entanto,
a minha forma de encarar a condução é sempre na tentativa de
falhar o mínimo possível, pelas mais variadas (e óbvias) razões,
mas acima de tudo porque conduzir um carro é, para a maioria de nós,
a atividade que mais riscos envolve no nosso dia. Mais do que
praticar uma condução defensiva… é uma questão do respeito pelos outros.
Eureka!

E
é aqui que a ‘porca torce o rabo’ (coitadinha).
1
– Há os ‘chicos-espertos’, que vendo a fila, a entrar um a um,
tentam passar por todos com aquele ar de “
ah
e tal eu não vou por aí

e
mais à frente metem-se à frente (e à grande) de alguém. Uau,
ganharam 2, 3 ou talvez 4 carros, mas “
não
atrás de ti
.
Pessoas, ninguém está parado à hora de ponta porque sim. Está
trânsito e a única coisa que fazem é aumentar a probabilidade de
acidentes e, aí, em vez de ‘ganharem’ 5 minutos, ficam (e fazem
toda a gente ficar) 1 ou 2 horas parados. Não querem ficar no
trânsito, arranjem um avião.
2
– Depois há os que nunca respeitam o espaço de entrada ou saída de
veículos, de outras empresas ou ruas, ou as rotundas, e ‘trancam’
a passagem aos outros. “
Ninguém
vai ocupar o meu lugar.

Pois,
só que com isso ‘empacam’ o trânsito que pode fluir
normalmente. É uma das regras básicas do Código da Estrada dos
cruzamentos (e do bom senso, digo eu), que diz qualquer coisa como “
se
for para ficar no meio do cruzamento, não avanças
. 

5 coisas que me irritam... no trânsito armazém de ideias ilimitada semáforo

3
– Também há as passadeiras. Tento sempre, mas sempre, ter o cuidado
de não ficar em cima da passadeira. Qual é a dificuldade de pensar
nos peões? E quando são vocês que vão na rua? Não é por ficar o
espaço da passadeira entre um carro e outro que a fila demora mais
ou menos a fluir. Vamos aproveitar o espírito natalício, de
solidariedade, e respeitar um pouquinho mais o outro… o ano
inteiro. Boa?! 🙂

4
– O uso dos piscas. Pode ser ‘novidade’ para alguns, mas todos os
carros têm! Wow! Siiiiim, os piscas são para usar, senhores/as
condutores/as! Convém os outros condutores saberem qual a vossa
intenção… e ainda assim, quando o fazem, isso não vos atribui
prioridade, ok. Também convém perceber se podem efetuar a manobra
que pretendem sem pôr em risco os outros.
 
5
– Por fim, esta é uma daquelas coisas que, atualmente, ainda me deixam
meeeeesmo muito irritada, porque estou cada vez mais sensível a
estas questões… Gente que fuma. Ok, percebo a questão da
dependência e tudo, mas ainda assim a vida é feita de escolhas,
certo? E foram vocês que escolheram fumar… agora isso não implica
que percam a noção de cuidar do ambiente, de um espaço que é de todos, ok! (e estou com a
sensibilidade para esta temática muito aguçada, principalmente
depois da palestra da
Ana, Go Slowly no
Blogging for a Cause,
de que falaremos aqui para a semana) Ou bem que fumam dentro do carro
e USAM o cinzeiro do carro (que creio todos terem), ou então não
fumam no carro. “Ah, porque se uso o cinzeiro fica o cheiro dentro
do carro.” ENTÃO, NÃO FUMEM! O que me enche de raiva(inha) mesmo
é atirarem, com a maior das indiferenças e dos desplantes, as
beatas pela janela do carro! Caramba, ainda não perceberam que isso
é fazer mal ao planeta!? Que transforma as ruas em gigantes
e feios cinzeiros!? Que pode ser o início de um incêndio? E agora vou ser a
minha versão Gru, Maldisposto, mesmo. O que desejo para estas
pessoas é que o Universo se encarregue de lhes despejar em cima ou à
porta de casa montanhas de beatas, para ver o que acham!

Era
isto que tinha de deitar cá para fora. Pessoas, só temos esta vida.
Só temos este planeta. Vamos competir apenas com a pessoa que fomos
ontem, tentar ser a nossa melhor versão a cada dia, sem presumirmos
que somos ‘mais isto ou aquilo’ do que os outros. Respeitar a liberdade e o espaço de cada um e de todos. Cabe a cada um
de nós fazer essa mudança, para no final a mudança ser de todos. E
vamos cuidar o melhor possível deste maravilhoso espaço que temos
para viver. Sim!!!

Susana Figueira


    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias