Ideias até ao infinito

A promover a nossa vila – Cascais

Julho 27, 2018
Praia da Rainha em Cascais


Como vocês sabem as miúdas são de Cascais! (ainda não sabiam?!) Amamos este nosso cantinho. Somos verdadeiramente felizes aqui. Sentimo-nos privilegiadas por estarmos entre a serra e o mar e por termos Lisboa tão pertinho, à distância de uma linda viagem de comboio ou de um passeio pela marginal banhada pelo Atlântico e pelo Tejo. Uma das mais bonitas estradas da Europa (vá lá, deixem-nos puxar a brasa à nossa sardinha… afinal, somos uma terra de pescadores). Para nós, é uma alegria receber família e amigos de fora e mostrar orgulhosamente o sítio a que chamamos casa. Promover a nossa vila, Cascais, dá-nos um grande gozo!

Conhecemos a Andreia no ano passado, no evento Blogging for a Cause (na verdade, já a conhecíamos através do blog com o seu nome – Andreia Moita – e éramos admiradoras do seu trabalho). Mas conhecê-la pessoalmente foi muito mais giro!

Mas o que é que a Andreia tem a ver com Cascais? 
Vamos explicar. 

Este ano voltámos a encontrá-la no evento Bloggers Camp e numa conversa animada e criativa surgiu a ideia de fazer algo em Cascais com bloggers. A ideia foi amadurecendo e resolvemos convidar a Andreia para participar, no fim de semana passado, numa espécie de projeto-piloto. Ela foi a nossa querida “cobaia” e parece que gostou! Ora leiam lá o post que ela escreveu “Cascais| Brunch e Roteiro

E agora vamos contar como foi o dia em que a Andreia veio ter com as miúdas a Cascais!
11h00 – Mercado da Vila
Tínhamos mesa marcada na Dona Flor para o meio-dia (mas já lá vamos!), e enquanto o nosso brunch estava a ser preparado com muito amor e carinho, demos um pulinho ao Mercado da Vila. Queríamos mostrar à Andreia a agitação, as cores, os cheiros e a alegria dos sábados de manhã, neste mercado que nos traz tantas memórias de infância. Desde a sua renovação que o espaço se tornou um charme, mas mantém a tradição daqueles tempos em que acompanhava a minha mãe para comprar os legumes e a fruta dos saloios e o peixe fresquinho vendido por mulheres que usavam, orgulhosamente, o seu traje de varinas. Hoje, como tantos outros Mercados, o nosso recebe grandes eventos e transformou-se num dos locais “it” da vila.

Mercado da Vila em Cascais

Mercado da Vila em Cascais
12h00 – Dona Flor Café & Bistrô

Somos fãs de um bom brunch e a Andreia também. Na altura da escolha do local, as miúdas não tiverem dúvidas – Dona Flor Café & Bistrô. O espaço comemora este mês 3 anos! Eu sou cliente desde o início. Adoro o espaço, a comida e a Patrícia, que em 2015 resolveu concretizar um sonho antigo. A comida é vegan, a decoração é feita de cor, muitos detalhes e Chita e a Patrícia para além de ser um amor de pessoa é jornalista “inquieta, curiosa, criativa e teimosa” (palavras dela). Mas nós, ainda, acrescentamos: excelente cozinheira, excelente anfitriã e muito simpática! Ela tem contado, no Facebook, histórias destes 3 anos de existência – “Dona Flor, 3 anos em 30 pequenos contos”. Têm de ler. Num dos contos ela partilha connosco como o número 3 tem estado tão presente na sua vida nos últimos 3 anos. E naquele dia também éramos 3 à mesa. 🙂

Dona Flor Café & Bistrô

Dona Flor Café & Bistrô
Dona Flor Café & Bistrô

Fazer horas para as 15h00

Às 15h00 tínhamos outra surpresa guardada para a Andreia, mas para fazermos tempo resolvemos deambular pelas ruas antigas de Cascais até à Baía. Depois demos um saltinho à Praia da Rainha (a praia favorita da rainha D. Amélia) e assim desbravámos caminho para muitas histórias que se seguiram de reis, conquistas, batalhas, peripécias, tradições… a surpresa aguardava a Andreia no Cascais Visitor Center.

Praça 5 de Outubro em Cascais
15h00 Walking Tour

As Walking Tours são visitas gratuitas pela vila, guiadas por
jovens estudantes de Turismo, da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do
Estoril (com a ajuda das suas orientadoras de estágio), dando-lhes assim a
possibilidade de aplicarem na prática os conhecimentos adquiridos durante o
curso. E devemos dizer que ficámos muito bem impressionadas com o Eduardo, o
nosso guia nesta Walking Tour.
Achamos que com a prática, este miúdo tem tudo para se tornar um excelente guia
turístico, seja essa a sua escolha. Ainda por cima, ele até revela algum
sentido de humor que deixa o grupo à vontade para interagir. Obrigada Eduardo!

Com ponto de encontro no Cascais Visitor Center, a partida faz-se
da Praça 5 de Outubro, o largo da Câmara Municipal, e a primeira paragem é,
ainda na baía, em frente à praia dos Pescadores. Sendo esta uma terra de
tradições marítimas e piscatórias, entre curiosidades e factos históricos,
vamos sendo levadas numa viagem a um passado que permanece ainda muito presente
em quase tudo. E percebemos que a querida Andreia Moita está a captar tudo isso,
atenta a pormenores do que íamos ouvindo, através da sua objetiva, como podem
ver no post 
Cascais| Brunch e Roteiro– a baía, as fachadas de construção
típica de veraneio, a estátua de homenagem ao rei D. Carlos, a cidadela…

Walking tour a entrar na Cidadela de Cascais

Um
rei e a sua paixão pelo mar

Da baía fomos subindo, entrámos pelo passeio
D. Maria Pia, onde pudemos admirar a estátua de bronze do rei D. Carlos, aqui representado com o seu
uniforme da Marinha numa alusão claríssima à sua dedicação e fascínio pelo mar
e os oceanos, ou não fosse ele um dos grandes impulsionadores da investigação
científica oceanográfica em Portugal! Uma breve paragem em frente ao Marégrafo, sistema do século XIX que
permite o estudo de correntes e marés, antecedeu a entrada no espaço da Cidadela.

Aqui, o Eduardo fez uma breve
referência à antiga cisterna subterrânea que servia para guardar água e
mantimentos; identificou o atual Museu da Presidência, antigo Palácio da Cidadela – transformado em residência de
férias da família real por D. Luís, deixando de ter assim função militar; apresentou
a Pousada Cidadela de Cascais,
situada na antiga Fortaleza Nossa Senhora da Luz, é nos dias de hoje também um Art District, no qual se pretende levar
a arte contemporânea ao grande público; e, entre outros, chamou a atenção para
a já nossa/vossa conhecida livraria solidária Déjà Lu.


Walking tour pormenor da antiga fortaleza Cascais

Walking tour Cascais grupo com o guia na Cidadela

Walking tour Cascais fachada do centro cultural de cascais


Da Cidadela passámos ainda pelo Centro Cultural de Cascais – já
perceberam que andámos pelo chamado Bairro dos Museus, certo –, pelo Museu dos Condes Castro Guimarães
(lembro-me tão bem de quando este espaço albergava a biblioteca municipal, a
única no concelho, e tinha de apanhar o comboio na Parede para ir fazer
pesquisa para trabalhos da escola 😊 e, claro, este estudo servia também de desculpa
para um passeio na vila), atravessámos o ParqueMarechal Carmona e entrámos no espaço da Casa das Histórias Paula Rego e Museu do Mar (que merece uma visita para quem queira ficar a conhecer
um pouco melhor a importância do rei D. Carlos para o estudo da vida nos mares
e oceanos).

Quase a finalizar esta Walking Tour, passámos pelo antigo jardim
da Parada da Cidadelacuriosidade:
sabiam que foi aqui que se realizou o primeiro jogo de ‘foot-ball’ em Portugal? E ali pode ver-se uma placa de homenagem com
os nomes dos jogadores que participaram (curioso, foi a jogo um Francisco
Figueira… seria da família?) – e ainda houve tempo para uma paragem em frente à
Casa Sommer, atual arquivo histórico
municipal. Daí, descemos pela Rua Marques Leal Pancada, onde ainda residem dos
últimos vestígios da muralha que um dia protegeu a vila, de volta ao Visitor Center.


Walking tour cascais entrada casa das histórias paula rego



Walking tour Cascais Casa sommer



Walking tour Cascais miúda e Andreia Moita


17h00
Fim da visita e… um gelado

Depois de agradecermos a dedicação do
jovem Eduardo e nos despedirmos do grupo, aproveitámos a ‘desculpa’ de estarmos
a mostrar a nossa linda vila à Andreia Moita para lhe ‘revelarmos’ um outro
ícone de Cascais… ok, somos gulosinhas e apeteceu-nos um gelado do Santini. 😉

E assim, ‘deliciosamente deliciadas’ com
um brunch na Dona Flor Café & Bistrô, de coração cheio por, até mesmo nós,
descobrirmos algumas curiosidades e vermos o interesse da Andreia Moita pela
descoberta da história e das estórias da nossa vila encantada e com um
miminho gelado a finalizar, terminámos este fantástico passeio.

Para as miúdas, este dia significou o
concretizar de mais uma das mil e uma ideias que vamos tendo, e que está longe
de ficar por aqui, já que, como a Rosarinho disse no início deste post, o dia foi uma espécie de
projeto-piloto e pretendemos repetir a experiência com outras bloggers. Até porque tivemos a certeza
de que a Andreia Moita gostou!


Rosarinho & Susana
Figueira



Walking tour Cascais as miúdas do Armazém e Andreia Moita




  • Reply
    Andreia Moita
    Julho 30, 2018 at 3:01 pm

    Gostei muito minhas queridas.
    O vosso projecto tem tudo para dar certo. Conhecer sítios novos, passear, ouvir histórias, boas companhias e comida docinha. Perfeito! Obrigada por tudo.

  • Reply
    Rosarinho
    Julho 31, 2018 at 8:24 am

    Linda Andreia!!!
    Obrigada pelas tuas palavras. Estamos muito entusiasmadas com o que aí vem! Vamos preparar com muito carinho uma segunda edição mais alargada 😉
    Obrigada por teres aceite o nosso convite. O teu feedback foi extremamente importante.
    Beijinhos

Escreve aqui o teu comentário

Parcerias