Ideias até ao infinito

No “estranho mundo de”… Susana

Março 12, 2018
Estranho-mundo-susana-armazem-ideias-ilimitada-dormir-aspirador

Sim, é uma
clara referência ao universo criado pela estranha mente de Tim Burton em “O
Estranho Mundo de Jack” (“The Nightmare Before Christmas”, no original). E,
para tornar a leitura deste post numa
experiência única, aconselho vivamente que o leiam ao som da banda sonora original…
que vos deixo lá mais em baixo 😊

Porque, não sei se também vos acontece, mas já deram
por vocês a perceber que fazem algo ou têm uma certa e determinada reação, no
mínimo, estranha em determinadas situações? Em coisas básicas do dia a dia?
Ok, vamos chamar as coisas pelos nomes. Falo de
pequenas pancadas que, creio, todos temos, certo?! Cada um com a sua, claro.
Ou estarei sozinha?!
Calma, também não estou a falar de coisas extremas ao
ponto de ser considerada ‘freak’, mas como alguém um dia disse: “De
génio e de louco todos temos um pouco.” E hoje, venho aqui falar-vos de algumas “pequenas loucuras” de personalidade, chamemos-lhe assim, que fazem parte de
quem sou.
No estranho mundo de…
Susana I
Nas tarefas domésticas há sempre aquelas que
conseguimos fazer com um certo grau de aceitação e as outras que dávamos tudo
para não ter de fazer. E, para mim, lavar a loiça é daquelas que até nem me
importo. Só que, na hora de lavar pratos e panelas, há uma coisa que não consigo fazer… não
consigo lavar colheres de pau, ou quaisquer outros utensílios de madeira
.
Arrepio-me toda. Aliás, até fico com os cabelos em pé, não dá para ver na foto?! Não me perguntem porquê, mas o atrito da esponja da loiça e
estes utensílios específicos, fazem-me estremecer dos pés à cabeça. E
estremecer num estado de “horror”, não de prazer ok. Portanto, apesar de gostar
muito de os utilizar na preparação de refeições, fujo a 7 pés na hora de lavar os utensílios
de madeira. 😜

Estranho-mundo-susana-armazem-ideias-ilimitada-colher-pau-esponja

No estranho mundo de…
Susana II

Esta está associada a uma memória de infância,
mas consigo adormecer ao som do… aspirador! Leram bem, o aspirador. Aquele
aparelho bem barulhento, embala-me. Transporta-me para a infância, quando a
minha mãe andava a tratar da casa e ligava o aspirador, e me encostava no sofá,
deixando-me levar por aquele som contínuo. Aliás, revivi esta memória no ano
passado, durante o tempo em que fiz os tratamentos e precisava de descansar
durante o dia, até porque as noites eram um pouco mal dormidas e não ia aspirar
de noite… Os vizinhos haviam de gostar!



Susie, a mãe precisa de aspirar.
Importas-te? Queres ir para o quarto?
” Ah, era música para os meus ouvidos! “À vontade, que até agradeço!” Minha querida mãesita, que foi uma
companheirérrima neste meu percurso! Adoro-te! 



Estranho-mundo-susana-armazem-ideias-ilimitada-dormir-aspirador



Voltando ao aspirador… esta é
uma daquelas tarefas que não me importo nada de fazer, só tenho receio de algum
dia adormecer enquanto aspiro a casa… 😛

No estranho mundo de…
Susana III
Por fim, e sobre esta situação específica vou aqui admitir
que é mesmo uma “pancada à séria”, mas querem o quê?! Todos temos que ter uma,
certo 😛



Eu explico: Estão a ver quando têm de subir ou baixar o volume do
rádio, da televisão, seja qual for o aparelho? Pois bem, comigo o volume de som
tem de ficar sempre em número ímpar!
… Eu sei!!! Sonoramente será um pouco indiferente
estar no 12 ou no 13, mas para mim o volume ou fica no 13 ou no 15! É pancada
mesmo, mas e então?! 😜

Creio que nas Manhãs da Comercial também já se falou
sobre algo do género, não me recordo bem, mas penso que até foi o Ricardo
Araújo Pereira quem ‘puxou’ o tema, numa das suas presenças. Portanto, não
estou sozinha!
😊

Estranho-mundo-susana-armazem-ideias-ilimitada-volume-autorradio

E assim, para início de conversa, estas são as 3 “excentricidades”, pelo menos as que me ocorrem neste momento, que ficam a
conhecer sobre a minha pessoa.
O que não invalida que, um destes dias, “dou um pontapé numa pedra” e
lembro-me de outras “loucuras”. Sem problema. Dá outro post.
😉
Querem contar-nos que loucuras habitam o vosso “estranho
mundo”? 
Susana Figueira

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias