Ideias à solta

Fruta da Época, by Cláudia Silva Mataloto

Novembro 27, 2017
 
Esta foi uma receita que me deu muito prazer
realizar. Não só porque resultou de uma aventura com as miúdas do Armazém e com
o chef António Pires, numa tarde muito divertida passada em Sintra, mas também
porque a confeção foi realizada “a quatro mãos”, com o meu amigo e colega de
curso Afonso Raposo (ainda vão ouvir falar muito nele). 😉
 
O risotto é sempre um prato que agrada a todas
as gerações, não fossem os portugueses tão apreciadores de arroz. A sua
cremosidade e variedade de ingredientes que podemos incluir torna-o sempre um
desafio criativo. Mas, o risotto também assusta um bocadinho quem cozinha,
especialmente se é a primeira vez, pois achamos sempre que não vamos conseguir
o ponto certo… por issso, nada como experimentar e praticar, certo? Então, sem
medos, prepare esta receita deliciosa, e de época, e surpreenda!
Risotto
de castanhas e frango
1 frango do campo
400 g arroz arbóreo
80 g de manteiga
200 ml de vinho branco
½ alho-francês
1 cebola
1 cenoura
1 talo de aipo
2 ramos de tomilho
8 castanhas cruas
8 castanhas assadas
1 dente de alho
50 g de queijo parmesão
1 romã
Azeite q.b.
Mistura de pimentas q.b.
Sal q.b.
Comece por arranjar o frango, retirando o
peito e cortando-o em dois. Corte os restantes bocados e desosse-os. Num
tabuleiro, leve os ossos ao forno, a 200 ºC, cerca de 30 minutos.
 
Coloque a água a ferver para o caldo. Corte o
alho-francês, ½ cebola, a cenoura e o aipo e leve a cozer na água, juntando os
ramos de tomilho e os ossos do frango já assados.
 
Numa frigideira, com um fio de azeite, caramelize os peitos de frango, temperando com a
mistura de pimentas moídas na altura e sal, cerca de 5 minutos de cada lado.
Leve-os posteriormente ao forno, mais 10 minutos. Aproveite os sucos da
caramelização e junte ao caldo. Depois de pronto, escorra o caldo e mantenha-o
em lume brando enquanto prepara o risotto.
 
Pique a ½ cebola, o alho e as castanhas cruas
e refogue tudo num tacho, com 60 g manteiga, em lume brando, para que a cebola
não ganhe cor. Acrescente o vinho branco e deixe evaporar.
 
Junte o arroz e mexa
até o bago ficar translúcido. Junte uma concha de caldo e continue a mexer, até
o mesmo evaporar. Volte a juntar caldo e continue a proceder da mesma forma até
o arroz estar no ponto (cerca de 20 minutos).
 
Finalize com 20 g de manteiga e acrescente
o queijo parmesão. Envolva. Sirva de imediato, com o peito de frango fatiado,
os bagos de romã e as castanhas assadas, picadas.
Nota: pode assar as castanhas, com um fio de
azeite e sal ou utilizar castanhas assadas na rua, que conferem um sabor mais
acentuado. Também pode usar arroz carolino, uma variedade portuguesa, em vez do
arroz arbóreo.
 
Apreciadas nos meses de inverno, as castanhas
são um alimento muito tradicional dos portugueses. Muito versáteis na cozinha,
embora sejam preferidas assadas, “quentes e boas”, podem ser confecionadas de
várias formas e constituem acompanhamentos muito nutritivos.
 
A sua composição é mais aproximada à dos
cereais do que à dos frutos secos, família a que pertencem. São ricas em
hidratos de carbono e água e têm pouca gordura. São pobres em sódio e ricas em
potássio e contêm vitaminas A, B e E, cálcio, fósforo e ferro.
 
Cláudia Silva Mataloto
 

 

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias