Ideias até ao infinito

As miúdas entre “macacadas e rugidos” – Parte 1

Agosto 28, 2017


Vamos começar a semana
com uma espécie de spin-off do post sobre
os 5 bons motivos para visitar o Jardim Zoológico de Lisboa. Sim, porque
além de motivação para a nossa próxima rubrica trouxemos na “bagagem” alguns “encontros imediatos” com a
bicharada.
O dia foi tão CHEIO que
merece ser contado, quase, numa espécie de passo a passo acerca dos magníficos animais
com que nos fomos cruzando. Porém, para tornar a “viagem” mais leve, dividi estas “macacadas e rugidos” em duas partes! 😉
Assim, as miúdas começaram por ir dar os bons dias
às Zebras-de-grevy e ao Tigre-de-sumatra (que é lindíssimo e
mostrou-nos como se faz uma bela soneca à sombra, pois que o dia estava
escaldante), duas das espécies cuja continuidade se encontra ameaçada.
Também cruzámos caminho com o Rinoceronte-branco e o Tigre-Branco,
que estavam igualmente em modo ‘siesta’, tal era o calor. Lá se foram os rugidos. 😛

A paragem seguinte foi no Templo dos Primatas, onde habitam Chimpanzés, Orangotangos
e Gorilas e onde assistimos às “macacadas” de alguns elementos mais jovens, que estavam endiabrados.
Deviam estar a dizer uns aos outros: “Olhem, olhem, estão ali as miúdas do
Armazém de Ideias Ilimitada! Que queridas, vieram ver-nos!”😜Porém, foi com alguma tristeza que
percebemos que estes são dos animais mais ameaçados de extinção, tendo a
classificação de “Criticamente em perigo” na escala de Conservação apresentada
pelo zoo para cada espécie. 😔
Uma outra espécie deixou uma de nós tão encantada,
pela sua cor exuberante e graciosidade no andar, que só dizia que queria trazer
um para levar nas férias, para a piscina… Sim, estou a falar do Flamingo-rubro, não é Rosarinho!? Tudo brincadeirinha!

Bem, continuámos a trilhar caminho e fomos dar um “olá” aos Elefantes-africanos, onde
alguns deles, espertos, se refrescavam na sua queda de água artificial. O dia
pedia mesmo que se fosse “a banhos”! Ainda assim, o calor não nos parou…
Ali perto, habitam as Girafas-de-angola. Devo dizer que este é um dos meus animais
favoritos! Adoro as Girafas, com o
seu elegante pescoço (que pode medir 2 metros!!!) e depois aquele focinho tão
amoroso… ok, fiquei ainda mais fã deste animal depois de conhecer o Melman,
de “Madagáscar”. Os seus “cheliques e achaques” conquistaram-me. 😛
Entretanto, chega a hora de assistir à apresentação
das Aves em voo livre no Bosque Encantado, que as miúdas não
quiseram perder. Somos igualmente fascinadas por estes animais, dos quais ficámos
a saber que para cada diferente bico há uma função (como pudemos depois
verificar também neste painel, na foto). To do
list
diária: aprender uma coisa nova por dia… check!



Aprender uma coisa nova por dia 😊

Terminada a apresentação, ainda houve
tempo para continuar a nossa exploração e foi com algum entusiasmo que nos
deparamos com uma placa em forma de coelho, que indica o caminho para a Tapada do Lince-ibérico, pelo qual
seguimos bastante entusiasmadas. Afinal, íamos conhecer Gamma e Azahar, os dois
exemplares desta espécie endêmica da Península Ibérica. Contudo, e com muita
pena nossa, tudo o que encontramos foi uma espécie de “where’s Wally?” na “selva”,
pois não se deixaram ver…

E isto tudo só da parte da manhã! A fome agora apertava e fomos tratar das “barriguinhas”! Mas há mais! Fiquem atentos! 😉
Susana Figueira

Zebra-de-grevy

A ‘siesta’ do Tigre-de-sumatra (espécie que também está “Criticamente em perigo”) 😔

Atualmente, o Tigre-branco só existe “sob cuidados humanos”

O rebuliço das “macacadas” 😊

A Rosarinho amou os Flamingos-rubros 💗

“Aaah bela banhoca!”, parecia dizer este Elefante-africano

As Girafas-de-angola… aqui fui eu que fiquei “vidrada”! Amo! 💛

Local onde decorrem as apresentações as Aves em voo

Pois, nós seguimos…

… e chegámos à Tapada do Lince…

… mas Lince-ibérico, nem vê-lo 😛


    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias