Ideias até ao infinito

“Casa de Espanto”: Coleção CGD viaja para Bragança

Outubro 28, 2016
        Foto: Renato
Ferrão. 
Sem título, 2016              
Lembram-se da exposição “Palácio de Espanto em Tavira? Sim!? E lembram-se de que integrava uma série de 3 exposições
promovida pela Fundação CGD Culturgest?
Boa! São uns leitores muito atentos! Ainda assim, “abro um parêntesis” para um
breve flashback: as 3 mostras pretendem ser um encontro entre o passado, o
presente e o futuro, representados por peças cedidas por museus de cada uma das
cidades anfitriãs, por um conjunto de obras da Coleção CGD e por trabalhos de jovens artistas portugueses
convidados. Do “Palácio” passamos
para a “Casa de Espanto“, com
inauguração marcada para amanhã, dia 29, no Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança. O artista convidado para “espantar” os visitantes é Renato Ferrão, que joga com a interação
de luz e a disposição das suas peças, criando imagens espectrais e
fantasmagóricas. Ou não estivéssemos perto do Dia das Bruxas, digo eu!
Susana Figueira

Mais informação:
Casa de
Espanto
em torno da
Coleção da Caixa Geral de Depósitos, de 
29 de outubro de 2016 a 5 de fevereiro de 2017 – Centro de
Arte Contemporânea Graça Morais / Município de Bragança
Inauguração: sábado, 29
de outubro, 15h

Entrada: 2€ | Grupos organizados (mínimo 10
pessoas): 1€ por pessoa Cartão jovem/cartão estudante: 1€ | Manhãs de domingo e
crianças até aos 10 anos: gratuito


Nota sobre o artista: Renato Ferrão nasceu em Vila Nova de Famalicão,
em 1975. Vive e trabalha no Porto. Em 2000, licenciou-se em Escultura pela
Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto (FBAUP). Cofundou o espaço
Salão Olímpico – espaço independente, gerido e programado por artistas – com
Carla Filipe, Isabel Ribeiro, Eduardo Matos e Rui Ribeiro (2003-2006). Em 2010,
foi-lhe atribuído o Prémio de Artes Plásticas União Latina.

    Escreve aqui o teu comentário

    Parcerias